Boas Vindas!


Seja bem vindo (a)!

É um grande prazer receber sua visita.

Aqui você encontra informações diversas, indicação de links, videos, livros, filmes e textos para o aluno que vai fazer provas do Supletivo na CPA.

Participe com sua opinião e comentários .

Aguardo seu contato.

E-mail: edmapereira1@gmail.com

Luz, Paz e Prosperidade!

Professora Edma Pereira











Páginas

Colégio Estadual Armando R. Carneiro Endereço: Rua Maria Quitéria, 281 Centro - Eunápolis/BA Ponto de Referência: Próximo a Igreja Católica. Horário de Funcionamento: 8:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 horas
Fone: 73 3281 3340

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Cont. E. Médio - Quimica

Educação de Jovens e Adultos
Comissão Permanente de Avaliação – CPA

EXAMES SUPLETIVOS DE ENSINO MÉDIO

QUÍMICA



Caro(a) candidato(a)
A sociedade atual exige uma posição cada vez mais crítica quanto à utilização dos conhecimentos científicos, tecnológicos e de seus efeitos tanto  no ser humano como no meio ambiente.
Para que serve a Química? Às vezes você não percebe, mas ela está presente na nossa vida e é parte importante dela. Quando escolhemos os produtos mais apropriados para a nossa alimentação, quando os cozinhamos e lavamos os utensílios ou quando ingerimos um medicamento, estamos lançando mão dos princípios, conceitos e reações da Química. Portanto compreender e utilizar esses conceitos, princípios e leis da Química se torna importante para interpretar os fenômenos e resolver novos problemas no dia a dia.
Este Programa o(a) ajudará nos estudos preparatórios aos seus Exames. Os exemplos são algumas pistas para orientá-lo(a) nos seus estudos. A bibliografia é referência mínima que deve ser ampliada com outros portadores de texto, a exemplo de revistas, jornais...

Com dedicação e esforço você conseguirá, com certeza, o melhor resultado nos Exames.
Boa Sorte!


OBJETIVOS
CONTEÚDOS



1.1. Entender que as mudanças de estado físico da matéria podem ocorrer com variação de temperatura  e que representam fenômenos físicos.

1.2. Reconhecer a diferença entre um fenômeno físico (o que não altera a estrutura da matéria) de um fenômeno químico ou reação química (aquele que transforma a matéria.)

1.3. Diferenciar as substâncias simples (formadas por átomos de um só elemento químico) das substâncias compostas (apresentam dois ou  mais  elementos químicos).

1.4. Distinguir as misturas homogêneas – um só aspecto visível  (fase)    das misturas heterogêneas – apresentam duas ou mais fases.

1.5. Identificar os processos de separação dos componentes  de uma mistura.



1.      MATÉRIA E ENERGIA
1.1   – Mudanças de estados   físicos.
Ex. Fusão: “derretimento” do gelo 


1.2   –Fenômenos:
-          físicos. Ex. rasgar um papel
-           químicos. Ex. queimar um papel


1.3     Substâncias:
-          simples. Ex.  O2
-         
-          compostas. Ex. H2O

1.4   – Misturas:
-          homogêneas. Ex. água + álcool
-          heterogêneas. Ex. água +areia

1.5   – Processos de separação dos componentes de uma mistura.
– Misturas homogêneas: destilação
         Ex.. separar o  sal da água do mar

– Misturas heterogêneas
-          filtração. Ex. coar café
-          decantação. Ex. água + óleo
-          ventilação. Ex. casca do amendoim torrado
-          separação magnética. Ex. limalha de ferro + enxofre
 -     sublimação. Ex. naftalina que “desaparece”





2.1. Identificar as principais partículas do átomo.



2.2. Reconhecer que o número atômico (Z) é  o número de prótons de um átomo e que o número de massa (A) é a soma das partículas que têm massa (prótons e  nêutrons)  A= p+N  

-           Calcular o número de prótons, elétrons e de nêutrons para um determinado elemento químico ou de um íon a partir de seus números atômico e de massa  e/ou carga elétrica.                                 


2.3. Identificar os isótopos como sendo átomos que apresentam o mesmo número atômico e que eles são importantes para o  bem-estar do  povo.


2.      ESTUDO DO ÁTOMO
2.1    Partículas atômicas: prótons, elétrons e nêutrons
Ex. o próton tem carga elétrica positiva e está localizado no núcleo do átomo

2.2    Número atômico, número de massa e elemento químico
Ex: um átomo que tem  Z = 17 e 18 nêutrons possui 17 prótons e número de massa 35

Ex: 19  F:  9 prótons, N=10 nêutrons  (19 – 9)
          9    
e 9 elétrons  (quando um átomo está  em seu estado fundamental, átomo neutro, o número de  prótons é igual ao número de elétrons)

2.3   – Isótopos
Ex.      127 I        e     131 I   O iodo radioativo   
                   53                            53
é usado para localizar  tumores  na tireóide.




3.1. Reconhecer que os elementos químicos estão arrumados na tabela periódica  em ordem crescente de seus números atômicos.
-          Classificar  os elementos químicos em metais, não-metais e gases nobres, além do hidrogênio, de acordo com as suas propriedades físicas.

3.2. Compreender que os elementos representativos pertencem aos grupos “A” enquanto que os elementos de transição localizam-se nos grupos “B” da tabela periódica

3.3. Distribuir os elétrons nos níveis de energia do átomo de um elemento representativo, destacando os elétrons da última camada

3.4. Relacionar os elementos químicos das famílias “A” com o número de elétrons da última camada (camada de valência).
- Reconhecer que os elementos químicos de uma mesma família possuem propriedades semelhantes
- Reconhecer que cada período da tabela periódica corresponde ao número de camadas eletrônicas  de um elemento químico.
- Utilizar a tabela periódica para obter informações a respeito dos elementos químicos como: nome, símbolo e família.

3.5. Relacionar as propriedades periódicas dos elementos químicos com suas posições na tabela periódica.


3. TABELA PERIÓDICA
3.1.             Classificação dos elementos na tabela
-          Metais, não-metais e gases nobres





3.2. Elementos representativos e de transição




3.3. Distribuição eletrônica em níveis de energia (ou  camadas)


3.4. Famílias ou grupos e períodos
Ex. Nome: Sódio, Símbolo Na,  Z = 11, A = 23, Família: l A porque tem 1 elétron na camada de  valência (K=2  L=8  M=1).
O sódio localiza-se no 3º período (3  camadas)  e tem  propriedades físicas e químicas semelhantes às do potássio (K) pois eles pertencem à mesma família.
É um metal e por isto tendência a  perder um elétron quando  estabelece uma ligação iônica.



3.5. Propriedades periódicas: raio atômico, energia de ionização, eletronegatividade



4.1. Reconhecer que todo tipo de material é formado por átomos que se ligam em busca de estabilidade.

4.      LIGAÇÃO QUÍMICA E METÁLICA
4.1 – Ligações Químicas/Formação de Compostos


- Reconhecer que uma ligação iônica ocorre pela atração elétrica de íons positivos (cátions) e íons negativos (ânions).
- Representar a fórmula mínima dos compostos iônicos.

4.2.  Compreender que uma ligação covalente ocorre geralmente entre metais e que estes compartilham par(es) de elétrons.

- Representar as fórmulas  molecular e estrutural  dos compostos covalentes.
- Prever o tipo de ligação e representar a fórmula de um composto iônico ou covalente a partir da posição dos elementos químicos na tabela periódica.

4.3. Compreender que a ligação metálica ocorre entre metais
-          Identificar os compostos iônicos, metálicos e covalentes em função das suas propriedades físicas.


- Ligação iônica

 – Fórmula mínima.  Ex.   Na+  + S 2 -          Na 2  S

4. 2 – Ligação Covalente

– Fórmulas
·         Molecular:   Ex. H 2 O
·         Estrutural:   Ex. H – O – H






4.3. Ligação Metálica
Ex. Os compostos iônicos são sólidos  e conduzem a corrente elétrica quando em solução aquosa.




5.1. Identificar as diferentes substâncias inorgânicas através de suas fórmulas e nomes.



5.2. Reconhecer no  dia a dia a existência e as aplicações das substâncias ácidas e básicas além de sais  e óxidos.



5.3. Analisar através de textos, gráficos, tabelas e charges as causas e as conseqüências dos problemas ambientais.


5. FUNÇÕES INORGÂNICAS: ÓXIDOS, ÁCIDOS,
    BASES E SAIS
5.1. Substâncias inorgânicas, fórmulas e nomenclatura
Ex. Fórmula: NaOH Função: base
                      Nome: hidróxido de sódio

5.2. Substâncias Inorgânicas: usos e aplicações
Ex. Ácido clorídrico – HCl encontrado no estômago
Hidróxido de magnésio –  Mg (OH)2 :antiácido
Cloreto de sódio – usado na alimentação
Gás carbônico : CO2  extintor de   incêndio

5.3. Problemas Ambientais
-          Efeito Estufa
-          Chuva Ácida
-          Buraco na camada de Ozônio
-          Poluição da água e do ar


6.1. Classificar o tipo de reação  sendo dada uma equação química. 

- Calcular os coeficientes de uma equação química pelo método das tentativas.

6.2. Aplicar a Lei da Conservação da Massa na previsão das quantidades de reagentes e produtos envolvidos em uma reação química.


6. REAÇÕES QUÍMICAS
6.1. Classificação: Síntese; análise, simples troca e dupla troca

– Balanceamento de equações químicas


6.2. Lei da Conservação da Massa (Lei de Lavoisier)
Ex. Qual é a massa de oxigênio necessária para queimar  2g de hidrogênio para que se obtenha 18g de água?
        Hidrogênio + oxigênio              água
         2g                x                    18g
         x = 18 – 2    x = 16g de oxigênio






7.1. Reconhecer que uma solução é uma mistura homogênea e que é formada de soluto e de solvente.
- Distinguir uma solução diluída de uma concentrada  através da quantidade de soluto em relação à de solvente.

7.2. Determinar a concentração de uma solução expressa em g / L.


7. SOLUÇÕES
7.1 – Solução e Classificação
-          Quanto ao estado físico
-          Quanto à quantidade de soluto



7.2 – Concentração comum:
C  =  massa do soluto
Volume da solução


8.1. Calcular a massa molecular “MM” e a massa molar “M” das substâncias




8.2. Efetuar cálculos envolvendo a quantidade de matéria.


8. MEDIDAS EM QUÍMICA
8.1 – Massa Molecular –  unidade: u
Ex. H2O MM = 2x1 + 1x16   MM=18 u

 – Massa Molar – unidade: g / mol
 Ex. H2O   M = 18 g / mol

8.2. Quantidade de matéria: mol
     Ex. Determinar o número de mol que existe  
     em 36g de água.  n= m       n= 36      n= 2 mol
                                      MM          18

9.1. Identificar os tipos de ligação do átomo de carbono (simples, dupla e tripla)

- Reconhecer quando um átomo de carbono é primário, secundário, terciário ou quaternário

- Classificar uma cadeia carbônica quanto ao tipo (aberta, fechada e aromática), à saturação  (saturada ou insaturada), à disposição dos átomos de carbono (normal ou ramificada) e quanto à presença ou não de  heteroátomo (homogênea ou heterogênea).

9.2 Identificar um hidrocarboneto através do seu nome e da sua fórmula estrutural.

9.3. Reconhecer  que, além das substâncias inorgânicas, existem as substâncias orgânicas que são muito importantes para a vida moderna

9.4. Reconhecer que a mistura de  substâncias  que forma o petróleo  pode ser separada por destilação fracionada

- Identificar  produtos  derivados  do petróleo.
- Interpretar textos jornalísticos, publicitários, charges ou cartoons que abordem a importância do petróleo.
- Reconhecer, através da interpretação de textos, que os danos ambientais provocados pelo petróleo afetam todo o planeta
9. FUNÇÕES ORGÂNICAS
9.1 – O átomo de carbono e as cadeias carbônicas.
Ex. CH2  =  CH – O – CH3  é uma cadeia aberta,  normal, insaturada e heterogênea









9.2. Hidrocarbonetos


9.3. Compostos orgânicos
Ex. Solventes (acetona) e combustível (álcool)


9.4. Constituição, destilação e derivados do petróleo.
Ex. o querosene, o óleo díesel, o gás de cozinha, o plástico e outros

– O Petróleo e danos ambientais

10.1. Reconhecer as propriedades dos metais e das ligas.

10.2. Conhecer a composição química das seguintes ligas: aço, latão e bronze.

10.3. Identificar métodos de proteção do aço para evitar a formação da ferrugem.


10.4. Destacar a importância econômica da reciclagem como fator de desenvolvimento social  e preservação ambiental

10. METAIS E SUAS LIGAS
10.1. Propriedades dos matais e ligas. Ex: Brilho

10.2. Tipos de ligas. Ex. latão: liga de Cu e Zn


10.3. Métodos de proteção do aço
Ex. Pintar um portão de ferro ou a cromação de uma chave de fenda

10.4. Reciclagem



INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS


CARVALHO, Antônio: Apostila .Química Vol. Único .Curso Completo. Sistema IBEP de Ensino. Ed. Afiliada. São Paulo, 2000.

FUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO. TELECURSSO 2000, Química. Volume 1 e 2. FIESP – CIESP – SESI – SENAI – IRS. São Paulo: Globo Editora, 1995.

PERUZZO, Tito Miragaia , CANTO , Eduardo Leite do. Química Vol. Único . Ed. Moderna. São Paulo, 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite aqui sua mensagem..

Postar um comentário